Área Restrita
Newsletter
Quarta-Feira, 23 de Abril de 2014
Notícias
tamanho fonte 12fonte 14fonte 16
Trabalhadores da educação em Goiás mantêm greve
Trabalhadores da educação em Goiás mantêm greve

A categoria reivindica uma reposição salarial de 23,5% (após três anos sem reposição), assinatura de promoções de mais de 1,1 mil professores, concurso público para suprir o déficit de 8 mil funcionários administrativos e 7 mil professores, melhoria nas escolas que estão em situação precária, construção de laboratórios de informática nas escolas, além de benefícios.

Governo não negocia

De acordo com o sindicato, até o momento não houve avanço nas negociações com o governo do Estado, que através dos secretários Milca Severino (Educação) e Jorcelino Braga (Fazenda) apresentaram proposta de reposição salarial apenas para 2009, usando como desculpa as dívidas herdadas do governo anterior. Na opinião da categoria, que está há três anos sem receber reposição salarial, isto é inaceitável.

Diante do impasse, a categoria se reunirá em Assembléia na próxima sexta-feira (8), às 9 horas, na Catedral Metropolitana de Goiânia, onde serão dados encaminhamentos ao movimento de paralisação. 



Fonte: CTB - 07/08/2008
imprimir Outros Enviar para um amigo