Área Restrita
Newsletter
Sábado, 25 de Outubro de 2014
Notícias
tamanho fonte 12fonte 14fonte 16
Sindicato dos motoboys apresenta dissídio coletivo
Sindicato dos motoboys apresenta dissídio coletivoDepois de intensa negociação devido a insensibilidade dos empresários do motofrete e um buzinaço na Paulista com mais de 500 motoboys, o SindimotoSP chegou a números favoráveis que beneficiará todos os trabalhadores do setor que estiverem em empresas legalizadas e que cumprem a Convenção Coletiva.


Na reunião esteviveram presentes vários sindicatos de motoboys do Estado de São Paulo, empresários do motofrete de várias cidades, a diretoria do SindimotoSP, além do ex secretário Nacional do Emprego e Trabalho Luiz Antonio de Medeiros que afirmou ser o SindimotoSP referência em todo Brasil para a categoria do Motoboy. “Fico feliz em ver esses meninos lidarem tão bem com o empresariado fazendo um sindicalismo que vai de encontro às necessidades da categoria”, disse.


A Convenção Coletiva que entra em vigor e reajusta os valores recebidos pelos motofretistas são:


Piso Salarial: R$ 774,00 (aumento de 6%)
Aluguel da moto: R$ 390,50(aumento de 8%)
Hora Ponto – esporádico: R$ 6,51
Vale refeição: R$ 176,55 (aumento 7%)

 
O SindimotoSP ainda conseguiu que os empresários forneçam uma cesta básica para o funcionário que trabalhar com o motofrete. “Estamos satisfeitos com o acordo porque chegou muito próximo do que queríamos e assim os patrões souberam que somos uma categoria unida”, concluiu Gilberto Almeida dos Santos, o Gil, presidente do SindimotoSP.


Fonte: UGT - 26/05/2010
imprimir Outros Enviar para um amigo