Área Restrita
Newsletter
Terça-Feira, 2 de Setembro de 2014
Notícias
tamanho fonte 12fonte 14fonte 16
Sindicato dos motoboys apresenta dissídio coletivo
Sindicato dos motoboys apresenta dissídio coletivoDepois de intensa negociação devido a insensibilidade dos empresários do motofrete e um buzinaço na Paulista com mais de 500 motoboys, o SindimotoSP chegou a números favoráveis que beneficiará todos os trabalhadores do setor que estiverem em empresas legalizadas e que cumprem a Convenção Coletiva.


Na reunião esteviveram presentes vários sindicatos de motoboys do Estado de São Paulo, empresários do motofrete de várias cidades, a diretoria do SindimotoSP, além do ex secretário Nacional do Emprego e Trabalho Luiz Antonio de Medeiros que afirmou ser o SindimotoSP referência em todo Brasil para a categoria do Motoboy. “Fico feliz em ver esses meninos lidarem tão bem com o empresariado fazendo um sindicalismo que vai de encontro às necessidades da categoria”, disse.


A Convenção Coletiva que entra em vigor e reajusta os valores recebidos pelos motofretistas são:


Piso Salarial: R$ 774,00 (aumento de 6%)
Aluguel da moto: R$ 390,50(aumento de 8%)
Hora Ponto – esporádico: R$ 6,51
Vale refeição: R$ 176,55 (aumento 7%)

 
O SindimotoSP ainda conseguiu que os empresários forneçam uma cesta básica para o funcionário que trabalhar com o motofrete. “Estamos satisfeitos com o acordo porque chegou muito próximo do que queríamos e assim os patrões souberam que somos uma categoria unida”, concluiu Gilberto Almeida dos Santos, o Gil, presidente do SindimotoSP.


Fonte: UGT - 26/05/2010
imprimir Outros Enviar para um amigo