Área Restrita
Newsletter
Domingo, 26 de Outubro de 2014
Notícias
tamanho fonte 12fonte 14fonte 16
Embraco reduz jornada e salário de 4,6 mil
A proposta foi feita pelos próprios trabalhadores que temem as demissões. O presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Refrigeração (Sinditherme), Rolf Decker, afirma que cada funcionário acumula, em média, 90 dias parados desde julho de 2008, somados em parcelas de férias coletivas concedidas em períodos de 10 a 15 dias por mês.

Em comunicado enviado à imprensa ontem, a empresa informa que novas férias já estão programadas para iniciar na próxima segunda-feira (16/03), envolvendo 50% dos funcionários da área fabril (cerca de 1.600 trabalhadores). Destes, 41% vão parar por 10 dias e 9% por 20 dias. Desde agosto de 2008, a empresa já concedeu cinco períodos de férias.

A proposta da redução de salários e jornada foi aprovada por 93% dos 3.706 funcionários votantes e abrange todos os da Embraco em Joinville, com exceção da EECON filial dedicada à produção de componentes eletrônicos, com cerca de 200 trabalhadores, e cujo segmento tem sido menos afetado pela crise. A medida é válida pelo período de três meses, renováveis por mais três, e visa reduzir os efeitos da crise mundial no negócio e evitar demissões.

Redução de jornada

Decker afirma que a redução da jornada será de 9% e dos salários de 5,7%. "A empresa objetiva regular os estoques", diz. Segundo ele, o normal na Embraco é um estoque de 700 compressores, mas atualmente está com 4,65 milhões de produtos e há contratos sendo rescindidos.

"Somente no entreposto de vendas nos Estados Unidos há dois milhões de compressores esperando para serem comercializados", diz Decker. O dirigente diz que o principal destino das exportações de compressores (70%) da Embraco é os Estados Unidos. Ele diz que há a expectativa de que os estoques comecem a baixar no mercado e a partir de julho a produção volte a se normalizar.

De acordo com a nova jornada estipulada por decisão coletiva, os funcionários da área fabril não trabalharão sábados e domingos e os da área administrativa encerram o expediente de sexta-feira às 13h30.

Fonte: Gazeta Mercantil - 16/03/2009
imprimir Outros Enviar para um amigo