Área Restrita
Newsletter
Sexta-Feira, 28 de Novembro de 2014
Notícias
tamanho fonte 12fonte 14fonte 16
Sindicato paralisa obra por choque elétrico em operário
Sindicato paralisa obra por choque elétrico em operário
O ajudante geral Valeriano Batista dos Santos, de 32 anos, sofreu duas paradas cardíacas e está internado. Foto: Vespasiano Rocha

O Sindicato dos Trabalhadores na Construção Civil de Santos e região fez assembleia, na manhã desta sexta-feira (14), em construção, no Centro de São Vicente, onde um operário recebeu forte descarga elétrica.

O ajudante geral Valeriano Batista dos Santos, de 32 anos, sofreu duas paradas cardíacas e está internado, em estado grave, na unidade de terapia intensiva do Hospital Municipal de São Vicente, antigo Crei.

O diretor do sindicato Roberto de Carvalho ‘Betão’ informa que os trabalhadores, da empreiteira majoritária Serlan e da RA Construções, onde Valeriano é empregado, paralisaram as atividades.

“Os companheiros estão bastante revoltados com as condições de trabalho e preocupados com a possibilidade de novos acidentes”, explica ‘Betão’. Os 80 trabalhadores continuarão parados na segunda-feira (17).

O edifício comercial em construção, Helbor, fica na esquina das ruas Benjamin Constant e XV de Novembro, onde funcionava o ginásio Robinho, que foi demolido, ao lado do clube Tumiaru.

O presidente do sindicato, Macaé Marcos Braz de Oliveira, diz que o pessoal só voltará ao trabalho quando a construtora e as empreiteiras providenciarem.

Segundo testemunhas, Valeriano trabalhava na armação de ferros para concretagem e usava um equipamento para enrolar arame quando recebeu a descarga, na tarde de quinta-feira.

O delegado do 1º DP de São Vicente, Marcos Alexandre Alfino, disse ao jornal ‘A Tribuna’ digital que o aparelho usado pela vítima estava numa bancada metálica, dentro de uma estrutura de ferro.

“Então, tudo ficou propício para que ocorresse o acidente. Agora resta saber se o trabalhador estava com as luvas e com os devidos materiais que impedissem esse choque elétrico”, declarou o delegado.



Fonte: Diário do Litoral - 17/03/2014
imprimir Outros Enviar para um amigo