Área Restrita
Newsletter
Terça-Feira, 2 de Setembro de 2014
Notícias
tamanho fonte 12fonte 14fonte 16
Sindicato dos Jornalistas do Sul Fluminense repudia assassinato de Pedro Palma
Sindicato dos Jornalistas do Sul Fluminense repudia assassinato de Pedro Palma
O jornalista Pedro Palma (foto), foi brutalmente assassinado. Foto: Divulgação

O presidente do Sindicato dos Jornalistas do Sul Fluminense, J. C. Moreira, e a diretoria do SJPSF enviaram nota de repúdio à Força Sindical RJ, em função da morte do jornalista Pedro Palma (foto), diretor do jornal impresso Panorama Regional, que circula em Miguel Pereira, Paty do Alferes, Vassouras, Mendes, Engenheiro Paulo de Frontin, Barra do Piraí, Piraí, Valença, Paracambi e Paraíba do Sul.

“Queremos que o crime seja solucionado. O jornalista fala a verdade e acaba assassinado brutalmente”, afirmou JC Moreira, que garantiu que o Sindicato está empenhado em buscar soluções para elucidar esse e outros casos na região. “Vamos acionar a Polícia Federal. Vamos tomar todas as providências cabíveis”, disse o dirigente sindical.Morte de jornalista de Vassouras ainda sem solução.

Em 2012, outro profissional da imprensa do Sul do Rio de Janeiro foi assassinado. Mário Lopes Randolfo e a namorada dele, Maria Aparecida, foram executados em Barra do Piraí. Segundo o Sindicato da categoria, ele era editor de um site na cidade de Vassouras e ficou conhecido por fazer denúncias de irregularidades atribuídas a servidores públicos da região.

Dois anos depois do crime, os assassinos continuam impunes. “As investigações estavam bem avançadas. O delegado de Barra do Piraí reuniu provas circunstanciais, mas houve uma demora da Justiça. Apesar disso, não perco a esperança de que o caso vai ser resolvido”, completou JC Moreira.

Eis a íntegra na nota:

“A diretoria do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Sul Fluminense vem a público repudiar o brutal assassinato do jornalista Pedro Palma, 47 anos, ocorrido no dia 13 de fevereiro, por volta das 19h30, em frente à sua residência, na Rua Dona Carola, distrito de Governador Portela, município de Miguel Pereira.

Pedro foi atingido por três disparos de calibre 38, efetuados por um bandido que estava na garupa de uma moto.

O jornalista vinha sendo ameaçado. Em uma das ameaças, o recado: “Se não parar de falar da administração, o bicho vai pegar para você”, confidenciou Pedro a amigos.

É mais um jornalista vítima da corrupção e impunidade desenfreada que estão enraizadas em nosso País. Por mais que tentem esconder as falcatruas, os sentidos aguçados dos nossos repórteres estarão sempre em alerta para denunciar e mostrar à sociedade a verdade dos fatos, mesmo sabendo do perigo eminente. Tentar calar a imprensa é simplesmente impossível.

Nossos sentimentos à família de Pedro Palma.

J.C. Moreira Presidente e diretoria SJPSF”



Fonte: Assessoria de Imprensa Força Sindical RJ - 26/02/2014
imprimir Outros Enviar para um amigo