Notícia - São Paulo (SP): América Latina terá nove sindicalistas na direção da IndustriALL

Segundo Miguel Torres, presidente em exercício da Força Sindical, o acordo significou uma vitória e o fortalecimento da América Latina que reivindicou as nove vagas na direção da IndustriALL. Pela Força Sindical vão participar da direção da IndustriALL, como titulares Eunice Cabral, presidente do Sindicato das Costureiras de SP e Osasco e da Conaccovest e Mônica Veloso, secretária-geral do Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e vice-presidente da CNTM (Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos). Do setor químico, Edson Dias Bicalho, presidente do Sindicato dos Químicos de Bauru e secretário-geral da Fequimfar (Federação dos Químicos ESP) ficou na suplência da Mônica Veloso.


Sergio Luiz Leite, Serginho, presidente da Fequimfar, afirmou que foi acordado que os metalúrgicos e os químicos da Força Sindical trabalharão juntos, ou seja,  farão uma gestão compartilhada.Ele observou também que ficaram na suplência sindicalistas do México, Argentina, Colômbia, Guatemala e Porto Rico, fato que garante a representatividade da América Latina para construir de forma democrática a solidariedade global.
 
Eunice Cabral afirmou que a IndustriALL fortalecerá os trabalhadores. No mundo globalizado, as multinacionais atuam em vários países, em muitos casos pagando salários mais baixos em locais onde os trabalhadores são impedidos ou enfrentam muitas dificuldades de se organizarem em sindicatos. A IndustriALL atuará para enfrentar este desafio.
 
Representatividade
 
 A central sindical internacional IndustriALL,  representará os trabalhadores em uma ampla gama de setores, desde extração de petróleo e gás, minério, geração e distribuição de eletricidade até manufatura de metais e produtos metalúrgicos, construção de barcos, indústria automotiva, indústria aeroespacial, engenharia mecânica, eletrônica, indústria química, borracha, papel e pasta de papel, materiais de construção, indústria têxtil, confecção, couro e calçado e serviços ambientais.
 
A nova entidade terá sede em Genebra, Suíça, e será presidida por Berthold Huber, presidente do IG Metall (sindicato dos metalúrgicos alemão) e terá como secretário-geral Jyrki Raina, metalúrgico irlandês que era secretário-geral da Fitim.
 
Serginho explicou que na reunião do Comitê Executivo da IndustriALL, em novembro, será feita a alteração estatutária para incluir os nove membros da América Latina. Foi aprovado o programa da nova entidade e algumas ações como: moção de apoio à greve dos mineiros da Espanha ; campanha mundial pelo trabalho seguro; combate ao trabalho infantil e contra o trabalho escravo e luta a favor do Trabalho Decente.


Fonte:  Força Sindical - 20/06/2012


Comentários