Notícia - 1º de Maio de luta e protesto terá carreata no ABC e live unificada das centrais

O Dia Internacional dos Trabalhadores e das Trabalhadoras, amanhã, será marcado por protestos, solidariedade e também contará com shows online. Neste ano de agravamento da pandemia do coronavírus e da situação da classe trabalhadora, a luta é pela vida, democracia, emprego, vacina para todos e auxílio emergencial de R$ 600.

Na parte da manhã, os Metalúrgicos do ABC participam da carreata solidária e de protesto, organizada pela CUT-SP. A concentração será no Estádio 1º de Maio, Vila Euclides, em São Bernardo, às 9h, e vai até a Praça da Moça, em Diadema. No local haverá um drive thru solidário para arrecadação de alimentos.

Às 14h, a CUT e as demais centrais sindicais realizam a live do 1º de Maio com participação de artistas, políticos e os presidentes das centrais. A transmissão será pela TVT, além dos canais no Youtube e redes sociais das centrais. O evento também será transmitido pela página do Facebook do Sindicato.

“É momento de refletir, debater com as bases, acumular forças, traçar estratégias aos embates que vêm pela frente. Precisamos derrotar Bolsonaro e as forças políticas que o levaram ao poder e ainda o sustentam”, declarou o presidente da CUT, Sérgio Nobre.

O dirigente destacou que o país está mergulhado em profunda crise, que assume características dramáticas em função do governo.

“Bolsonaro implementou uma política genocida que transformou o país no epicentro mundial da pandemia e promoveu retrocessos que afetam diretamente a classe trabalhadora, com a retirada de direitos, o aumento do desemprego, a queda da renda, a falta de proteção social e o aumento da fome”.

“Esta é, com certeza, a pior crise que enfrentamos em nossa história recente e coloca desafios enormes para a classe trabalhadora”, completou.

Música e protesto

Neste ano, os presidentes das centrais estarão em um estúdio, de onde farão seus discursos. O programa será ancorado pela cantora, compositora e apresentadora Ellen Oléria.

Também no estúdio, a atriz, cantora e multi-instrumentista paraibana Lucy Alves fará a apresentação que encerrará o evento. Todos os protocolos sanitários serão seguidos.

A atividade contará com a participação dos ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva, Dilma Rousseff e Fernando Henrique Cardoso, parlamentares, lideranças partidárias e de movimentos sociais, além de entidades sindicais internacionais e representantes de diferentes religiões.

Elza Soares, Chico Buarque, Chico César, Tereza Cristina, Delacruz, Johnny Hooker, Marcelo Jeneci, Odair José, Aíla, Renegado, Bia Ferreira, Doralyce; Osmar Prado, Gregório Duvivier, Spartakus, Lirinha, Tereza Seibilitz, Elen Oleria, Paulo Betti, Lucy Alves, além de mensagem do acadêmico Silvio Almeida e a atleta Joana Maranhão farão participações cantando ou com depoimentos.


Fonte:  Sindicato dos Metalúrgicos do ABC com informações da CUT - 30/04/2021


Comentários