Notícia - Chineses doam R$ 1,7 milhão a sindicatos brasileiros

A Federação Nacional dos Sindicatos da China (ACFTU) vai doar US$ 300 mil (cerca de R$ 1,7 milhão) para que as centrais sindicais brasileiras implementem ações contra a Covid-19.

O ACFTU é o sindicato oficial da China, ao qual todas as organizações de trabalhadores do país são afiliadas, e por isso é considerada a maior entidade sindical do mundo.

O compromisso foi oficializado em carta enviada por Jiang Guangping, vice-presidente da ACFTU, aos presidentes das centrais que integram o Fórum das Centrais Sindicais do Brasil (CSB, CUT, Força Sindical, UGT, CTB, Nova Central).

“Atualmente, a China já alcançou resultados estratégicos importantes na batalha contra a Covid-19 e retomou de maneira ordenada a produção e a vida. No entanto, a pandemia ainda está expandindo em todo o mundo. Sentimos muito pelos sofrimentos dos povos causados pela pandemia e lamentamos profundamente as mortes causadas pela doença”, diz a carta de Guangping.

O uso da verba ainda será definido pelo Fórum das Centrais Sindicais. Uma das possibilidades é a compra de cestas básicas para pessoas carentes.

“Mais uma vez, a solidariedade dos trabalhadores se sobressai às loucuras, ao negacionismo e ao ódio plantados por esse desgoverno genocida e incompetente”, afirmou Antonio Neto, presidente da CSB (Central dos Sindicatos Brasileiros).


Fonte:  Folha de São Paulo - 29/03/2021


Comentários