Notícia - Fesmepar participa de reunião da CSPB que discutiu plano de ações com Federações filiadas

Nesta terça-feira (16/03)  o presidente da Fesmepar Luiz Carlos Silva de Oliveira e a diretora de finanças Sonia Marchi participaram de reunião da diretoria e federações filiadas à Confederação dos Servidores Públicos do Brasil – CSPB  para deliberar plano de ações para o enfrentamento dos principais desafios dos trabalhadores do setor público, da entidade e da agenda econômica resultante da crise econômica que o país atravessa.

As discussões se iniciaram com as propostas e encaminhamentos que visam implementar a “Central de Comunicação” (saiba mais), mecanismo eficaz para atingir, instantaneamente, milhões de trabalhadores com as propostas e narrativas da confederação. Sugestões quanto a estratégia de distribuição e formulação conteúdos foram apresentadas, todas no sentido de ampliar o interesse e o engajamento dos trabalhadores na base para que compartilhem essas matérias e peças de comunicação no seu perfil pessoal e entre seus pares. Reunião com os representantes de comunicação das Federações será programada para alinhamento geral do projeto.
                                                   
Na oportunidade a CSPB também detalhou a situação financeira da entidade e suas perspectivas futuras. As entidades se comprometeram a dar encaminhamento a alternativas que possam mitigar prejuízos à entidade, assegurando recursos que possam, minimamente, garantir o financiamento das atividades sindicais consideradas estratégicas e indispensáveis à necessidade da agenda sindical dos trabalhadores do setor público.

A CSPB confirmou alinhamento de agenda da Confederação Latino Americana dos Trabalhadores Estatais – CLATE em relação ao acordo Mercosul/União Europeia. A entidade se posiciona na busca de interromper o acordo para abertura de diálogo e negociação. A CSPB compreende que este acordo tem potencial para intervir indevidamente na soberania nacional, uma vez que pode engessar a possibilidade de o país criar seus próprios mecanismos de enfrentamento para crise econômica e social que a nação brasileira atravessa.

Na ocasião, João Domingos apresentou a proposta de vinculação e pareceria da CSPB com organização, “República.”, (saiba mais). A organização propõe financiar projetos da entidade que visem modernizar os serviços públicos, ofertando cursos para a capacitação profissional dos servidores, aprimoramento da gestão pública, entre outras ações em benefício dos serviços e dos trabalhadores do setor público. O parceria foi aprovada entre os participantes da reunião.

A CSPB e suas lideranças também decidiram por integrar a paralisação com mobilização no grande ato “Lockdown Nacional”, no dia 24 de março, em reivindicação pela aceleração da vacinação e auxílio de R$ 600,00, pautas prioritárias da campanha.


Fonte:  Secom/CSPB - 17/03/2021


Comentários