Notícia - Sindicalistas italianos comemoram anulação dos processos contra Lula

A decisão do ministro do STF Edson Fachin de anular todos os atos processuais da Lava Jato de Curitiba (PR) contra o ex-presidente Lula também foi comemorada pela direção da CGIL Lomabardia, central sindical italiana que mantém convênio de cooperação internacional com a CUT São Paulo.

Em carta dirigia ao presidente da CUT-SP, Douglas Izzo e demais dirigentes da central paulista, a secretária-geral da CGIL Lombardia, Elena Lattuada e o responsável pelo Departamento Internacional da central italiana, Fábio Ghelfi, ressaltam que a notícia sobre a recuperação dos direitos políticos de Lula é “uma vitória do movimento democrático do Brasil, dos milhões de homens e mulheres que não pararam de lutar pela libertação do presidente todos esses anos”.

O texto também resgata a parceria entra as centrais brasileira e italiana: “Graças à nossa amizade e colaboração política entre a CUT e a CGIL, a parceria entre a CUT de São Paulo e a CGIL Lombardia, nós também pudemos participar dessa batalha, apoiando vocês e apoiando a campanha Lula Livre”.

Reprodução do site da entidade

“Essa atitude prova que o Brasil e o mundo aguardavam por este momento de justiça para Lula. Somos muito gratos ao apoio das companheiras e dos companheiros da CGIL Lomabardia em nossas lutas, incluindo as ações do Comitê Lula Livre. Certamente, essa decisão fortalecerá a luta da classe trabalhadora brasileira em defesa da democracia, dos direitos, de vacina para todos, auxílio emergencial, emprego digno e pelo fim do governo Bolsonaro ”, comenta Izzo.

O presidente da CUT-SP reforçar ainda a importância da cooperação internacional com a CGIL Lomabardia. “Essa parceria nos proporciona constante troca de experiência na luta em defesa dos trabalhadores e também fortalecem ações de solidariedade internacional. Mesmo sem poder realizar nosso encontro presenciais de intercâmbio, temos acompanhado as lutas da classe trabalhadoras brasileira e italiana por meio das redes sociais e participamos, ano passado de um encontro por vídeo conferência”.

Confira a íntegra da carta da CGIL Lomabardia à CUT São Paulo em https://bit.ly/3kYVkJT

 

 


Fonte:  Redação CUT-SP - Texto de Alexandre Trindade - 10/03/2021


Comentários