Notícia - Unidade tem sido marca das recentes eleições metalúrgicas pelo País

Chapa “A luta faz a Lei” foi eleita para dirigir o Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi das Cruzes nos próximos quatro anos. Apuração aconteceu quinta (12), na sede da entidade. Miguel Torres, presidente da Força Sindical e da Confederação da categoria, foi reeleito.

Esse resultado reforça o que tem ocorrido em outros Sindicatos de Metalúrgicos, ou seja, unidade nos processos eleitorais. Outro ponto a destacar é a massiva participação dos associados.

Guarulhos - A Chapa “Metalúrgicos em Ação” obteve 97% dos votos, em setembro. O atual vice, Josinaldo José de Barros (Cabeça), foi eleito pra presidir a entidade.

Osasco - Apuração aconteceu dia 3 de setembro. Chapa única, encabeçada por Gilberto Almazan (Ratinho), obteve 96% dos votos. Semanas antes, em Jundiaí (SP), metalúrgicos reelegeram presidente, com 96%, Eliseu Silva Costa. Ele também preside a Federação da categoria. 

Para Eliseu, os resultados das eleições avalizam o trabalho das direções sindicais.  “A votação, em massa, só aumenta a responsabilidade em nós depositada”, diz. Eliseu entende que a conjuntura de crise chama à unidade. “Estamos vivendo um momento duro. As direções têm enorme responsabilidade em defender e orientar os trabalhadores. Mais do que nunca, essa unidade será vital”, comenta.

Catalão - Em maio houve eleições no Sindicato de Catalão (Goiás). A categoria local também foi de chapa única.


Fonte:  Agência Sindical - 16/11/2020


Comentários