Notícia - Representações sindicais discutem os desafios da classe trabalhadora em Juazeiro-BA

Na manhã desta sexta-feira (07) foi realizada no Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Juazeiro (STRJ), uma assembleia regional para discutir os desafios da classe trabalhadora para o ano de 2020. O encontro reuniu sindicatos rurais e urbanos da região, representantes da CTB-BA e também contou com a presença do vereador e sindicalista Agnaldo Meira.

Durante o debate foi reforçado para as representações sindicais, o atual cenário de enfrentamento da classe trabalhadora, os prejuízos proporcionados pela reforma trabalhista e a apresentação de novas propostas para o fortalecimento da base sindical.

O presidente da CTB-BA, Pascoal Carneiro conduziu o debate e reforçou mais uma vez, a importância dos sindicatos manterem a unidade e de orientar os trabalhadores e trabalhadoras a participarem da vida política. “O movimento sindical precisa se adequar a esse momento, ter unidade, fazer muitas ações conjuntas, politizar os trabalhadores e buscar dar mais consciência de classe”, pontuou Carneiro.

O relatório “Frutas doces, vidas amargas”, produzido pela Oxfam Brasil foi discutido durante o encontro com as representações sindicais. O documento denuncia a situação de precariedade dos trabalhadores e trabalhadoras rurais do Vale do São Francisco e Rio Grande do Norte que trabalham durante alguns meses do ano e não conseguem ter uma renda para a manutenção de uma vida digna, caindo na estatística dos 20% mais pobres do país.

Para o presidente do STRJ, Emerson Mitú, o relatório apresenta dados que favorecem a manutenção dos direitos dos trabalhadores rurais da região. “Precisamos procurar saídas, fortalecer e ampliar a base sindical. É importante valorizar a história do movimento sindical, continuar na luta, mudar essa realidade e denunciar as contrapropostas que a classe empresarial tem apresentado, durante a mesa de negociação”, pontuou o presidente do STRJ.

Participaram da assembleia regional os sindicatos das cidades de Pindobaçú, Curaçá, Juazeiro, Casa Nova, Sobradinho, o Sintagro, o Sintase, o Sindicato dos Comerciários, Sindicato dos Bancários e representantes da Fetag-BA e da CTB.

LUTA E RESISTÊNCIA: Ao final do debate, os sindicalistas comemoraram o aniversário de 49 anos do sindicato rural de Juazeiro, completados na última quinta-feira (06).  O STRJ foi fundado na década de 1970, durante o período da ditadura militar e tem trabalhado desde então, na defesa da agricultura familiar, assalariamento rural e dos canavieiros.

Atualmente a entidade possui duas sedes próprias, adquiridas nos anos 2000, dois carros novos, uma moto, um trator, conta com uma assessoria jurídica, consultório odontológico e conseguiu quitar mais de 500 mil reais em dívidas.

“Foram conquistas essenciais, que legitimam a importância do STRJ na cidade, 49 anos possibilitando mudanças na vida dos agricultores/as rurais e assalariados/as” finalizou o vereador e sindicalista Agnaldo Meira.


Fonte:  CTB - 11/02/2020


Comentários