Notícia - Manifestantes fazem passeata contra venda da Embraer

Um ato contra a venda da Embraer para a Boeing reuniu cerca de 120 manifestantes no centro de São José dos Campos, na manhã desta quarta-feira (23). Organizada pelo Sindicato dos Metalúrgicos, a mobilização mostrou para a população os inevitáveis riscos da transação.

Participaram do protesto diversas categorias, como petroleiros, professores, aposentados, metroviários de São Paulo e metalúrgicos de Itajubá (MG). Também participaram representantes da CSP-Conlutas, do movimento por moradia Quilombo Coração Valente, PSTU e PSOL.

Após concentração em frente à Praça Afonso Pena, os manifestantes saíram em passeata pelas ruas do centro de São José. Durante o trajeto, as lideranças sindicais explicavam os diversos problemas que a venda da Embraer para a Boeing poderia gerar a todo Vale do Paraíba.

“Se a Boeing comprar a Embraer, ficando com 80% do controle desta nova empresa, corremos o risco de assistir ao fechamento da fábrica aqui em nossa região. A Boeing não tem nenhum compromisso social com nossa cidade”, explicou o presidente do Sindicato, Weller Gonçalves.

O encerramento do ato ocorreu em frente à Prefeitura, onde os manifestantes cobraram um posicionamento do prefeito Felício Ramuth (PSDB) em defesa dos empregos na cidade. Também foi realizada uma votação simbólica que se decidiu por barrar a venda da Embraer.

“Este foi um ato para dialogar com a população. Precisamos incluir a sociedade neste debate”, concluiu Weller.

 


Fonte:  Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos - 23/01/2019


Comentários