Notícia - Sindicato dos Comerciários de SP repassa R$ 5 milhões a trabalhadores

O Sindicato dos Comerciários de São Paulo, ao longo de 2018, repassou cerca de R$ 5 milhões aos(às) trabalhadores(as) ao ganhar, em nome deles, ações contra empresas que não cumpriram com seus deveres trabalhistas.

“Comerciários que se sentiram prejudicados nos procuraram, nós fomos atrás de seus direitos, entramos com processos na Justiça contra as empresas que não cumpriram a Convenção Coletiva ou a CLT, ganhamos as causas, e os trabalhadores, então, receberam o dinheiro a que fizeram jus”, explica Ricardo Patah, presidente da entidade.

Em ações individuais, o Departamento Jurídico obteve vitória que beneficiou mais de 1500 comerciários(as). Os principais motivos dos processos trabalhistas foram o não pagamento de verba rescisória e hora extra, o assédio moral e a existência de comissões por fora.

A vitória nesses processos é uma prova da importância do sindicato na defesa dos interesses dos trabalhadores.

Por essa razão, quando o(a) trabalhador(a) perceber que seus direitos estão sendo desrespeitados pela empresa, deve procurar imediatamente o sindicato.

"Nosso Jurídico analisa caso a caso, de maneira detalhada, sempre buscando garantir os direitos dos trabalhadores", diz Marcos Afonso de Oliveira, diretor jurídico do Sindicato dos Comerciários de São Paulo.

Já as ações coletivas foram movidas contra 43 empresas, beneficiando 6.600 empregados que tiveram seus direitos desrespeitados.

Nestes casos, o Sindicato cobrou multas das empresas que não cumpriram as cláusulas da Convenção Coletiva, principalmente no que se refere a pagamento de benefícios, descanso no sétimo dia e trabalho aos domingos e feriados.

Algumas das empresas acionadas foram: Walmart, Itamambuca Comércio de Alimentos, Grupo Saint Marche, Supermercado Ourinhos, Grupo Futurama, as lojas Terras da Aventura e The North Face, e as concessionárias Agulhas Negras, Grupo Carrera e Grupo Sinal.

Esse é o papel do Departamento Jurídico do Sindicato dos Comerciários de São Paulo: defender os direitos e interesses do trabalhador e fazer valer a lei. Por isso, enquanto houver ação do Sindicato, o trabalhador terá quem o defenda.

Caso você tenha dúvidas ou queira denunciar irregularidades cometidas pela empresa em que trabalha, procure o Sindicato dos Comerciários de São Paulo! Todos os dias, há um plantão de advogados à sua disposição à Rua Formosa, 99 - ao lado do Metrô Anhangabaú. Se preferir, o telefone para contato é (11) 2111-1818 ou, ainda, a denúncia pode ser feita através do nosso site:http://www.comerciarios.org.br/index.php/Denuncia.


Fonte:  UGT - 09/01/2019


Comentários