Notícia - Metalúrgicos de Osasco fazem pauta de reivindicações

O auditório do Metalcamp, em Cotia, ficou repleto de companheiros e companheiras que driblaram o frio e a chuva  da manhã de sábado, 25, para participarem do seminário geral que reuniu trabalhadores de toda a base do nosso Sindicato.
 
A expressiva participação demonstrou a determinação da categoria em lutar pelos seus direitos. “Demonstra o compromisso dos companheiros com a nossa campanha, com a luta pela nossa Convenção Coletiva”, reconheceu o presidente Jorge Nazareno.
 
Entre os itens apontados nos seminários regionais e no geral, estão: não à terceirização e ao trabalho intermitente, fortalecimento da Cipa e da organização no local de trabalho, estabilidade para vítimas de acidentes de trabalho, que as homologações sejam realizadas no Sindicato, retomada da taxa negocial, entre outras.
 
Os trabalhadores ainda receberam um comparativo elaborado pelo Sindicato que mostra as vantagens da nossa Convenção Coletiva em relação a lei, ao mesmo tempo, que deixa claro o tamanho do prejuízo se perdermos alguma cláusula.
 
O secretário-geral do Sindicato, Gilberto Almazan, reforçou que a mobilização vai ser crucial para alcançarmos nossas reivindicações. “Temos de estar preparados, mobilizados, inclusive para greve, se quiserem retirar cláusulas como aquela que barra a terceirização e a que dá estabilidade para vítimas de acidentes de trabalho”.
 
Essa pauta será submetida à assembleia da categoria, que será em 22 de setembro, das 10h às 12h, na sede. A entrega das nossas reivindicações aos grupos patronais será em 27 de setembro.


Fonte:  Assessoria de imprensa do sindicato - 29/08/2018


Comentários