Buscar
Cadastro Newsletter
Redes Sociais
Acesso aos Editais

Skip Navigation LinksHome > Lista de Notícias > Notícia
Notícia - Sindicato dos Metalúrgicos do ABC realiza primeira reunião com Diretoria Plena
Sindicato dos Metalúrgicos do ABC realiza primeira reunião com Diretoria Plena

Os 232 integrantes eleitos para o mandato 2017-2020 da Diretoria Plena dos Metalúrgicos do ABC tiveram a primeira reunião na sexta-feira, dia 28, na Sede. Os re­presentantes receberam as carteiras de identificação de diretores.
 
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva lembrou quando foi eleito representante dos trabalhadores na Villares, em 1969, e aconselhou a nova Diretoria. “Primeiro têm que discutir com a família qual o papel de vocês para que compreendam a atividade sindical”, explicou.
 
“Segundo que obviamente não podem repetir o tipo de sindicalismo em 2017 daquele que a gente fazia em 1980. Houve uma evolução na sociedade e no mundo do trabalho e cada vez mais temos que nos preparar”, afirmou.
 
“É preciso pensar coisas diferen­tes. O meu negócio era protestar, o Sindicato era uma instituição de contestação. Hoje, além de protestar, vocês estão desafiados a pensar propostas de políticas científicas, tecnológicas e de desenvolvimento que mantenham postos de trabalho”, prosseguiu.
 
Lula falou que se tornar dirigente é uma respon­sabilidade muito grande. “Comparo a virar pai, o Sindicato passa a ser a família de vocês. Toda semana têm que fazer a reflexão se vocês são os dirigentes sindicais que sonharam ser”, aconse­lhou.
 
O ministro da Cultura nos governos Lula e Dil­ma, Juca Ferreira, fez uma análise do momento polí­tico e econômico do País
 
“Tivemos um golpe com características diferentes, com grande envolvimento dos meios de comunicação, jurídico e parlamento para fingir que não rasgaram a Constituição e para que a maioria dos brasileiros não perceba que a ordem demo­crática está sendo rompida”, explicou.
 
Juca Ferreira se colocou à disposição para auxiliar na construção de políticas culturais e organizar a resistência, com aproximação da juventude, mulheres, negros e mo­vimentos sociais.
 
A diretora executiva do Sindicato respon­sável pela Formação, Michelle Marques, explicou a importância de os dirigentes estarem preparados para os desafios.
 
“Temos que aprender e nos qualificar para confrontar os meios de produção, mas nunca esquecer quem somos. O que ninguém compra é a garra e liderança que cada um aqui tem e o companheirismo desta cate­goria”, disse.
 
A secretária da Mulher da Federação Estadu­al dos Metalúrgicos da CUT, a FEM-CUT, An­drea Ferreira de Sousa, a Nega, falou sobre as dificuldades com as re­formas Trabalhista, da Previdência e com a Lei da Terceirização, que re­fletirão na Campanha Salarial deste ano.
 
“O compromisso da Diretoria é com cada tra­balhador nas fábricas. Vamos precisar muito da unidade, luta e soli­dariedade entre nós para avançar e combater as reformas e ataques em curso”, chamou.

Fonte: Sindicato dos Metalúrgicos do ABC - 01/08/2017
 
Comentários