Buscar
Cadastro Newsletter
Redes Sociais
Acesso aos Editais

Skip Navigation LinksHome > Lista de Notícias > Notícia
Notícia - Restaurante do DF terá que pagar R$ 5 mil a garçom chamado de folgado e burro
As ofensas foram feitas pelo responsável pelo estabelecimento em 2013. Foto: TRT-DF/Divulgação

Um restaurante do Distrito Federal terá que pagar R$ 5 mil a garçom chamado de folgado e burro. As ofensas foram feitas pelo responsável pelo estabelecimento em 2013. De acordo com a decisão do Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região, ficou caracterizada a atitude abusiva por parte do empregador.

De acordo com o funcionário, o tratamento teria acontecido depois que ele denunciou o restaurante ao sindicato da categoria e à Delegacia Regional do Trabalho. 

O garçom alegou que os empregados da empresa eram obrigados a trabalhar todos os domingos e feriados sem receberem por isso. Ele também afirmou que após a denúncia, foi colocado na função de lavador de pratos. 

A empresa entrou com uma ação, argumentando que o funcionário teria pedido demissão mas não teria comparecido para receber as verbas rescisórias. O garçom se defendeu dizendo que nunca pediu demissão. Ele revelou que era tratado com rigor excessivo, a ponto de o representante legal da empresa chamá-lo de “lento, ruim de serviço, folgado e burro”. 

Segundo o juiz Grijalbo Fernandes Coutinho, houve um “verdadeiro massacre moral” contra o empregado. O magistrado condenou o restaurante a indenizar o ex-funcionário por danos morais no valor de R$ 5 mil.

Fonte: R7 - 27/10/2014
 
Comentários