Buscar
Cadastro Newsletter
Redes Sociais
Acesso aos Editais

Skip Navigation LinksHome > Lista de Notícias > Notícia
Notícia - Símbolo da resistência, Agência Jd. Camargo Novo da Caixa permanece aberta
Símbolo da resistência, Agência Jd. Camargo Novo da Caixa permanece aberta

Depois de muitos dias de mobilização, a direção da Caixa recuou e a agência da Caixa no Jardim Camargo Novo não será mais fechada. Única agência bancária de toda a região, a unidade da Caixa – que seria uma das 100 a serem encerradas em São Paulo – virou símbolo da resistência contra o desmonte do banco público promovido pelo governo Temer. O não fechamento da unidade é mais um exemplo de que a luta rende vitórias.

"Todas as conquistas dos bancários vieram a partir de muita luta. E, mais uma vez, nossa mobilização, em parceria com os moradores do Jardim Camargo Novo, foi vitoriosa e conquistamos a manutenção de uma agência fundamental para o desenvolvimento da região. A agência Jardim Camargo Novo é um símbolo de resistência para toda a categoria", comemorou a presidenta do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Ivone Silva.

A agência é a única unidade bancária de todo o bairro, que faz parte do distrito de Itaim Paulista e que fica no extremo da zona leste de São Paulo. Devido a sua importância para os moradores da região, o Sindicato contou com o apoio de moradores, lideranças comunitárias, comerciantes locais. A mobilização iniciou desde que a Caixa anunciou seu fechamento, há cerca de um mês, e contou com diversos protestos, abaixo-assinado que angariou mais de três mil assinaturas, e apoio de vereadores e da subprefeitura do Itaim Paulista.

Um dos atos mais importantes foi realizado na segunda-feira 23, e reuniu dirigentes sindicais e a população em um abraço simbólico à agência, tão importante para o desenvolvimento local. “É uma grande vitória para nós, trabalhadores da Caixa, e para a população, que tanto precisa do banco público. É uma conquista emblemática, que nos dá mais ânimo para continuar essa luta em defesa da Caixa 100% pública e das demais instituições financeiras públicas, como Banco do Brasil e BNDES, que também estão sendo desmontados por Temer. A Caixa é do povo e não vamos deixar que seja vendida por esse governo golpista”, disse o diretor do Sindicato e empregado da Caixa, Francisco Pugliesi, o Chico.

A luta contra o fechamento de agências e contra a ameaça de privatização da Caixa e demais bancos públicos continua. “O Sindicato tem intensificado sua luta nas ruas, nas Câmaras Municipais e pressionando parlamentares a se comprometer com a defesa dos bancos públicos", lembra a presidenta da entidade.

Ivone Silva e outros dirigentes sindicais estiveram quarta-feira 25 na Câmara Municipal de São Paulo e conseguiram o compromisso do presidente da Casa, Milton Leite, e de outros vereadores de votar moção de apoio aos bancos públicos.

Além de protestos nas ruas, o Sindicato tem realizado audiências nas câmaras municipais das cidades que compõem sua base, falando sobre a importância dos bancos públicos e angariando apoios nessa luta. A próxima será na Câmara Municipal de Osasco, às 19h.

Fonte: Seeb SP - 26/10/2017
 
Comentários