Notícia - Uni global afirma que mulheres são as mais afetadas pelo impacto do coronavírus em diversos países

A pandemia de coronavírus está causando um impacto desproporcional nas mulheres trabalhadoras, segundo analisado pela UNI (sindicato global). A entidade propõe medidas de apoio e proteção às mulheres durante a crise de saúde pública mundial.

É algo cultural em nossa sociedade que o fardo das tarefas domésticas seja responsabilidade das mulheres. As que são mães solteiras, viúvas ou divorciadas são particularmente afetadas pelo fechamento de escolas, por exemplo. Cuidar da família e cumprir suas responsabilidades profissionais pode criar ambientes domésticos muito difíceis de conciliar.

As empresas precisam entender que passamos por um momento em que não é possível avaliar desempenhos. Em casa, os serviços domésticos e o trabalho acabam se misturando.

 “Além da dificuldade de estar em casa e conciliar a tripla jornada em um só lugar, há mulheres que continuam trabalhando ativamente nos serviços essenciais nesse momento de pandemia. Por trabalharem fora, muitas ficam com receio de contaminar a família. É uma carga emocional muito grande que recai sobre as mulheres até mesmo neste momento delicado de saúde pública. Isso precisa mudar”, afirma Cristiane do Nascimento, Dirigente do Sintetel e Vice presidente da UNI Américas Mulheres.


Fonte:  Sintetel - 24/04/2020


Comentários