Artigo - Universo paralelo

Já temos um ano e três meses de mandato daquele que muitos acharam que seria o Salvador da pátria, mas não é bem assim e isso está bem claro até o momento.


Aquele que muitos chamam de mito, o presidente Jair Messias Bolsonaro, que de Messias não tem nada, vive em outro universo, que não é o mesmo que o nosso. Toda semana ele demonstra estar em outra realidade.


A pandemia do coronavírus (Covid-19) está colocando o mundo inteiro em atenção.


Na Itália que é o país que mais sofre na Europa teve cerca de 300 mortes em 24 horas, mas para o nosso ilustre presidente, o Covid-19 é um exagero e que a mídia está criando uma situação alarmista. Queríamos que esse mundo do presidente fosse real.


Os governos estaduais estão tomando medidas cada vez mais rigorosas e restritivas. Federações esportivas estão suspendendo campeonatos, mas para o Bolsonaro isso é histeria e, que não precisa de tudo isso. Ele está somente preocupado com as pessoas que trabalham na informalidade e que não ganharão o seu ganha pão. A saúde é que ele menos se preocupa.


Vide o que ele fez ontem (15/3) ao sair para cumprimentar manifestantes que estavam pedindo o fechamento do Congresso e STF. Manifestações antidemocráticas apoiada pelo presidente. Eu disse que ele vive em outro mundo.


E esse mesmo evento que ele disse que não estava enviando vídeo nenhum e que o vídeo era de 2015, mas no vídeo tem a história da facada em 2018 durante a campanha. Seria Bolsonaro um viajante do tempo? Com certeza não, só um mentiroso compulsivo.


Outro momento que mostra o presidente longe da realidade foi no dia que o resultado do PIB foi apresentado ele apareceu com o humorista Carioca imitando ele para falar com os jornalistas e não respondendo sobre o resultado naquele momento pífio.


Bolsonaro mente tanto que criou um novo mundo para ele. Um mundo que nada está errado e tudo está dando certo.


Enquanto isso, temos uma alta taxa de desempregados, a informalidade está crescendo, sendo a solução para milhares de pessoas para conseguir um renda. Com a alta da informalidade as pessoas não têm direitos e não recolhem para o INSS, olha o tamanho do buraco.


Bolsonaro e sua “familícia” vivem em um mundo em que pobres não fazem parte. Somente os empresários.


O presidente é irresponsável e não tem o menor pudor em mentir, seja para falar mal de jornalistas e sindicalistas, isso tudo para encher o ego do gado que o segue.


Vivemos momentos sombrios no Brasil. Hora de união e força contra esse presidente.


Manoel Paulo
Jornalista