Artigo - Fatos e versões sobre o PIB no Brasil

Enquanto o governo ilegítimo anuncia uma nova peça de propaganda com versões adocicadas da nossa dura realidade para fazer crer que o golpe está melhorando a vida dos brasileiros, a Fundação Getúlio Vargas (FGV) divulgou dados do seu Monitor do PIB que sinalizam uma queda de 0,4% da produção no trimestre terminado em abril deste ano.

As versões provenientes do Palácio do Planalto estão cada vez mais descoladas e distantes da vida. O desastre que o comportamento objetivo da economia desenha é o produto final da restauração do projeto neoliberal, que apesar de rejeitado e derrotado nas urnas desde 2002 veio na carona do golpe de Estado de 2016 e é imposto ao país à revelia da vontade e dos interesses do povo.

Temer transferiu mais de R$ 200 milhões de verbas destinadas a investimentos sociais para gastar com publicidade e a propaganda mentirosa do governo, na vã esperança de reduzir o índice recorde de impopularidade. Enche as burras do PiG (Partido da Imprensa Golpista), mas colhe resultados pífios.

Os fatos falam mais alto do que as versões e não há como tapar o sol com peneira. Os golpistas agravaram sobremaneira a crise econômica, política e institucional que aflige a nação. A recuperação da economia e do nível de emprego pressupõem a reversão da atual política econômica, revogação da política fiscal e da contrarreforma trabalhista, revisão das desonerações, reforma tributária progressiva e substancial aumento dos gastos e investimentos públicos.


Adilson Araújo
Presidente nacional da CTB