Buscar
Cadastro Newsletter
Redes Sociais
Acesso aos Editais

Skip Navigation LinksHome > Lista de Artigos > Artigo
Artigo - Trabalhadores protestam contra juros altos

Nestas 3ª e 4ª feiras (19 e 20), a equipe econômica do governo estará, mais uma vez, reunida para anunciar a nova taxa de juros (Selic). E, segundo a opinião de especialistas, a tendência é que a taxa seja elevada. Péssima notícia para os trabalhadores.

Nas oito reuniões do Copom (Comitê de Política Monetária) em 2015, as cinco primeiras elevaram os juros até alcançarem o proibitivo índice de 14,25% ao ano. Nas três seguintes, os juros foram mantidos no mesmo patamar. Muito conservadorismo do governo para um País atolado em uma recessão econômica que inibe a produção e o consumo, que provoca a insolvência de empresas – a desindustrialização – e estimula o aumento do desemprego.

Por isto a Força Sindical e as demais Centrais vão realizar, paralelamente ao início da reunião, uma manifestação contra os juros altos. O ato será realizado na 3ª feira, às 10 horas, em frente ao prédio do Banco Central, na av. Paulista, 1.804.

Nossa Central sempre se posicionou contra a política econômica equivocada adotada pelo governo, de manter os juros nas alturas como forma de conter a inflação. E mostramos que sempre estivemos certos em nossa posição, pois, apesar de a taxa de juros estar em um patamar estratosférico – é uma das maiores do mundo –, a inflação, em vez de ser contida, tem se mostrado mais forte do que nunca.

Não será sufocando o setor produtivo, encarecendo o crédito, contendo o consumo, criando novos impostos, espantando investidores, reduzindo direitos dos trabalhadores e privilegiando os grandes especuladores que a nossa já combalida economia será impulsionada. Nosso País precisa que um projeto abrangente de desenvolvimento seja viabilizado. Nosso parque industrial tem de receber investimentos pesados. Faz-se necessário que os empregos sejam mantidos, que mais postos de trabalho sejam criados e que uma distribuição justa de renda seja efetivada. E que os juros, claro, sejam reduzidos drasticamente.

Venha participar conosco deste ato por juros menores e por um Brasil mais justo e igualitário!

Paulo Pereira da Silva
Presidente da Força Sindical e deputado federal