Buscar
Cadastro Newsletter
Redes Sociais
Acesso aos Editais

Skip Navigation LinksHome > Lista de Artigos > Artigo
Artigo - Presentão de Natal para os especuladores

A Força Sindical vêm a público manifestar sua posição contrária à política econômica do governo, caracterizada pela manutenção da taxa básica de juros e o aperto fiscal.  Com a decisão do Copom (Comitê de Política Monetária), o governo dá um presentão de Natal para os especuladores. Infelizmente, a medida vai prejudicar a indústria e o comércio neste final de ano.

A taxa de juros altos alimenta a recessão no País, aumenta o desemprego, torna a recuperação da atividade econômica mais distante e difícil. Essa nefasta política derruba a atividade econômica, deteriora o mercado de trabalho e a renda, reduz a confiança e os investimentos, o que compromete a capacidade de crescimento econômico futuro. Ou seja, caminha na contramão dos anseios da classe trabalhadora.

O aumento da taxa de juros tem sido ineficaz no combate à inflação, encarece o crédito para consumo e para investimentos, causa mais desemprego, queda de renda, piora o cenário de recessão da economia e ainda contribui para diminuir a arrecadação do governo. E mais, concentra cada vez mais renda nas mãos de banqueiros e dos especuladores financeiros.

Os trabalhadores defendem a imediata redução da taxa de juros e a implementação de uma política que priorize a retomada do investimento, o crescimento da economia e a geração de emprego. 

Miguel Torres Presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi das Cruzes, Presidente da CNTM (Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos) e Vice-Presidente da Força Sindical